A LUZ DO SOL QUE É DEUS!!

A LUZ DO SOL QUE É DEUS!!
PAZ E ALEGRIA!!!

terça-feira, 2 de outubro de 2012

As Cores e a Aura Humana


  

                    

As energias que fluem pelos centros de força possuem uma determinada medida de onda e determinada cor; movem-se não em linha reta como as ondas de luz, mas por ondulações.

Segundo as influências que exercem, os centros de força possuem cores diferentes, predominando, em cada um deles, aquela que corresponde à sua natureza e atividade fundamental.
Quanto  à natureza e à disposição que guardam no conjunto humano, os centros de força podem ser:

            -Fisiológicos
            -Emocionais
            -Espirituais

Os chacras espirituais, Frontal e Coronário, mantêm estreitas ligações com as glândulas Epífise e Hipófise ( Pineal e Pituitária ) e funcionam como elementos de ligação com o mundo espiritual superior.
Em alguns indivíduos, os centros frontal e coronário se confundem na aparência, visto que as duas glândulas Pituitária e Pineal, estão no corpo físico, quase que juntas, num compartimento especial do crânio, chamado dorso da Sela Túrsica.


Aqui, encontramos a explicação para a prece de Jesus, que mesmo distante de Lázaro, fêz ao Pai celestial, para que não fosse desligado o último laço que prendia-lhe o Espírito à matéria (O correspondente ao último e essencial cordão). Só assim a "ressurreição" de Lázaro foi possível, ou seja o processo da morte foi revertido com o religamento dos demais secundários porém importantes trilhões de cordões perispirituais ao corpo físico do amigo, sem que  se violasse as leis regentes do nosso orbe.


Segundo estudos avançados, o cordão principal que une o corpo físico ao Espírito, se constitui de dois cordões entrelaçados; um vital e um espiritual, coincidentemente ligados à Pituitária e Pineal.


          
                                         Plexos e Gânglios


Os plexos, estão situados no corpo físico; são conjuntos e aglomerados de nervos e gânglios do sistema vago-simpático que regula a vida vegetativa do corpo humano.

Já os centros de força, são estações de força espiritual ou fluídica situados no perispírito, formam um campo eletro-magnético utilizado pelo Espírito e funcionam em plena ligação com os plexos do corpo material.

Cada centro de força, despertando, aumenta as possibilidades dos sentidos físicos e espirituais, como também das faculdades psíquicas ou mediúnicas.
Cada um que se desenvolve ou desperta, torna o Espírito capaz de perceber novas ordens de vibrações.

As forças espirituais e as cósmicas, vindas do espaço ou da Terra, penetram nos centros de força situados no perispírito, daí passam aos plexos orgânicos e destes aos nervos, transitando assim por todo o organismo, suprindo-o e robustecendo-o ou danificando-o e enfraquecendo-o de acordo com a sintonia ou o permitido ou o buscado.

Alimentação sóbria, pensamentos elevados, atitudes nobres, abstenção de tóxicos, e outros fatores, influem sobremodo no transito livre e desembaraçado das energias pelo binômio centro de força - plexo ; esta compreensão e sua aplicabilidade no quotidiano da vida, é muito importante para o espírita e principalmente para aqueles que aplicam passes, pois que necessitam manter suas próprias forças em perfeito ritmo e capacidade.

Em relação às cores, que compõem  a aura humana,é sempre polêmico afirmar algo, visto que as cores não são estáticas, possuem nuances, transformações, formas, brilho e tonalidades além de combinações com outras cores.

Dizer que uma cor apresentada, significa isto ou aquilo, é querer simplificar e acaba gerando contra-sensos.Por exemplo. Dizer que a presença de uma cor é negativa ou positiva, não deve ser assim interpretado por aquele que se diz espírita.
Assim, no caso de um vermelho, a significação pode ser tanto de liderança como de cólera, etc. . Portanto muito cuidado com as tabelas sobre as cores das auras.

       

Citamos primeiramente  o vermelho, pois que é a cor que mais se presta a interpretações errôneas.
Assim, o vermelho vivo é sinal de dinamismo, quando encontrado em faixas vaporosas em torno da cabeça. Esse dinamismo é de temperamento e não físico, o físico usa a mesma cor, porém localizado ao longo dos membros e da cintura, denotando outra situação.
O vermelho vivo,é a cor dos grandes líderes, generais, comandantes, sindicalistas, dirigentes. Porém combinado com outras cores como o dourado, o azul, o lilás, ainda o amarelo salpicado de vermelho, indica líderes religiosos.
Um vermelho muito escuro, situado na fronte e em cada lado da nuca põe em evidencia a cólera; quando o cinza a ele se acrescenta, temos um quadro de impulsos de violência.
O vermelho carmin, em forma de bruma na parte superior do corpo, mostra força, comando, liderança; se for superabundante, denota autoridade abusiva, se estiver com traços de cinza, podemos estar diante de um quadro de uma pessoa déspota.
Estes dois tipos acima citados emanam energias que podem criar brechas no corpo etérico e propiciar doenças psiquicas.
Se presente a cor de vermelho ferrugem, esta denota avareza, egoísmo e quando por exemplo um vermelho amarronzado estiver presente como uma mancha superpondo algum órgão do corpo, pode estar revelando a presença de um câncer já manifesto fisicamente ou em vias de "descida".
Devemos sempre lembrar que a doença se manifesta nos corpos mais sutis, e "vai descendo" gradativamente até o corpo físico.
Tal mancha exemplificada, vai se formando na aura astral no devido órgão atingido e isso pode levar meses e até anos para que se manifeste no corpo físico, porém o "processo da descida", pode ser interrompido e a mancha ser desfeita, se a pessoa mudar de atitudes ou comportamentos errôneos e anticristãos.
Outros vermelhos vivos, denotam orgulho, com o amarelo denota vontade de agradar.
Podemos inferir  que o orgulho levado a um excesso se torna prejudicial, da mesma forma que a vontade excessiva de agradar pode se tornar em hipocrisia, e tudo isto é denotado pelas tonalidades e misturas das cores áuricas, complexas e difíceis de se ler e de se interpretar e que emanam de nós a todos os instantes.
Daí, podemos avaliar a importância de um psicoscópio tanto quanto a nescessidade de conhecimentos daqueles técnicos que o operam e o interpretam.
Entenderemos também quando Aulus afirma categoricamente que; "grupo mediúnico que funciona sem orientação cristã evangélica, sem cogitar do fundamental problema da elevação moral de todos, melhor seria que cerrasse as suas portas, porque, assim fazendo, cerra-las-ia também às forças da sombra".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paz e Alegria! Sua contribuição é muito importante para nosso aprendizado! Compartilhe suas idéias! Sugira novas fontes de pesquisa,filmes, livros,videos sobre o tema!